Ipaussu registra segunda morte suspeita por febre maculosa em uma semana

Menino de 8 anos estava internado na Santa Casa de Ourinhos (SP) e exames foram enviados para SP para confirmar diagnóstico.

Criança de 11 anos também morreu com sintomas no dia 20.

Morre 2ª criança de Ipaussu com suspeita de febre maculosa Reprodução/TV TEM Um menino de 8 anos, morador de Ipaussu (SP), que estava internado na Santa Casa de Ourinhos com suspeita de febre maculosa, morreu na manhã desta sexta-feira (24).

A morte de Haroldo Fernandes Marcondes Baloeiro foi confirmada pela assessoria do hospital.

Os exames feitos no menino foram enviados para São Paulo e vão confirmar o diagnóstico dele em até 60 dias.

Lago municipal de Ipaussu foi interditado pela prefeitura como medida preventiva contra a doença Reprodução/TV TEM Este é o segundo caso registrado em 2020 na cidade.

Na última segunda-feira (20), um menino de 11 anos também morreu com suspeita de febre maculosa, na Santa Casa de Ipaussu.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a morte foi confirmada duas horas depois que ele chegou no hospital. Os casos estão sendo investigados e a Secretaria da Saúde aguarda os resultados de exames pra confirmar as causas. Lago interditado Prefeitura interdita lago municipal de Ipaussu após dois casos suspeitos de febre maculosa Nesta quarta-feira (22), o lago municipal de Ipaussu foi interditado pela prefeitura como medida preventiva contra a doença.

Isso porque muitas capivaras vivem no local e são hospedeiras do carrapato estrela, transmissor da doença.

A Prefeitura de Ipaussu informou está oferecendo todo o suporte necessário às famílias e que medidas de combate à febre maculosa estão sendo tomadas. Caso confirmado Adolescente de 15 anos morreu após ter sido picado pelo carrapato estrela em Ipaussu Facebook/Reprodução Em outubro do ano passado, a morte de um adolescente de 15 anos por febre maculosa foi confirmada na cidade.

Thiago Baroni Costa morreu no dia 3 de outubro de 2019 e a confirmação da causa aconteceu através de exame feito pelo Instituto Adolfo Lutz, de São Paulo. O adolescente era filho de um dos vereadores de Ipaussu e a prefeitura chegou até decretar luto oficial no dia seguinte à morte dele.

Veja mais notícias da região no G1 Bauru e Marília
Categoria:SP - Bauru e Marília